quinta-feira, 16 de maio de 2013

Hino e cartaz da CF 2014


Um processo longo com participação ampla das comunidades de todo o Brasil resultou na seleção de 10 cartazes e algumas propostas de hinos para a Campanha da Fraternidade (CF) de 2014 que trata do Tráfico Humano.
Tomaram a palavra e fizeram considerações sobre os hinos na primeira sessão de trabalho: dom Pedro Brito, arcebispo de Palmas (TO), dom Joaquim Mol, bispo auxiliar de Belo Horizonte (MG), dom Armando Bucciol, bispo de Livramento de Nossa Senhora (BA), dom Sergio Braschi, bispo de Ponta Grossa (PR), dom Leonardo Steiner, bispo auxiliar de Brasília (DF), além dos assessores da Comissão de Liturgia, Frei Faustino Paludo e padre Carlos Sala. No final, os bispos, por meio de votação, escolheram o hino da Campanha da Fraternidade de 2014.
No debate sobre os cartazes, padre Luiz Carlos, secretario executivo da CF, explicou que desta vez, inicialmente, a coordenação dos trabalhos selecionou um número menor de propostas. Os bispos tiveram tempo para apreciar cada um desses cartazes e, em seguida, fizeram intervenções: dom Joaquim Mol, dom Francisco Biasin, bispo de Barra do Pirai-Volta Redonda (RJ), dom Eduardo Pinheiro, bispo auxiliar de Campo Grande (MS), dom José Belisário, arcebispo de São Luis (MA), dom Pedro Brito, dom Sergio da Rocha, arcebispo de Brasília (DF), dom Armando Bucciol, dom Sergio Braschi. Os assessores: Irmã Maria Eugenia, da Comissão para Educação e Cultura, Irmã Élide Fogolari, da Comissão para a Comunicação e padre Nilton Riami, representante da OSIB. No final, por meio de votação secreta, foi escolhido o cartaz oficial.


A primeira sessão de trabalho do Consep da tarde desta quarta-feira, 15 de maio, teve como pauta a proposta de criação do Conselho Nacional de Religiões do Brasil (CONAREL). O assunto foi apresentado pelo presidente da Comissão Episcopal Pastoral para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-religioso, dom Francesco Biasin.
De acordo com o bispo, a iniciativa é do movimento Religiões pela Paz, que já promoveu a criação de um conselho semelhante em nível latino-americano. Ele apresentou a proposta do estatuto deste Conselho, que indica quais as religiões poderão integra-lo e o seu campo de atuação.
Dom Biasin destacou a harmonia que existe neste diálogo entre cristãos, muçulmanos e judeus na constituição deste Conselho. O secretário geral da CNBB, dom Leonardo Steiner, lembrou que a iniciativa é importante, e pode ajudar bastante no diálogo entre as religiões e o Estado brasileiro.
O assunto voltará a ser analisado pela CNBB na reunião do Conselho Permanente da entidade, em junho próximo.

Fonte:
Assessoria de Imprensa da CNBB
SE/Sul Quadra 801 Conjunto B
E-mail: imprensa@cnbb.org.br
Site: http://www.cnbb.org.br
Tel.: (61) 2103-8313
Fax: (61) 2103-8303

SAV - Equipe

Nenhum comentário:

Postar um comentário